5 Quadrinistas peculiares

Quadrinistas peculiares - ArtVismo - blog Perspectiva Nova

Dizem por aí que não há mulheres quadrinistas porque estas não estão preparadas para dispensar as atividades do lar e assumir outras responsabilidades. Dizem também que elas não estão disponíveis no mercado. Acompanho alguns dos trabalhos incríveis de algumas cartunistas/quadrinistas e me pergunto se elas de fato existem.

Conheça 5 quadrinistas peculiares que tanto admiro e andam espalhando por aí humores ácidos, estilos próprios e sarcasmo, marcando assim a presença das mulheres nesse fantástico mundo da arte (a ordem não importa).

#5 Magra de Ruim

Magra de Ruim é sobre drama queens vividos numa noite de insônia e de hiperbolismos de situações comuns. Pessoas dramáticas sempre tem histórias para contar e é por isso que Magra de Ruim está prestes a se tornar um livro, uma espécie de compilação dos últimos dois anos de quadrinhos na web em formato impresso.

Segundo Sirlanney (a Magra de Ruim),

“Magra de Ruim nasceu no interior do Ceará. Quando criança fazia poesias, na adolescência publicava diários na internet e foi ganhar forma de desenho no Rio de Janeiro, sofrendo todos os estímulos que a cidade maravilhosa pode oferecer, mas mantendo suas raízes”

>> Confira também essa entrevista cedida pela Magra de Ruim a Malaguetas.

(c) ilustração

(c) ilustração

(c) ilustração

#4 Energia Cósmica

Falar de mulher quadrinista sem citar nossa querida colunista Hingrett Katherine não pode né?
Como todo bom artista, Hingrett vê além de como as coisas realmente são. Ela literalmente ilustra situações que vivemos, mas de forma humorística própria. Quem nunca ficou na fila pra mãe/tia/irmã ou quem for, não sabe o que é adrenalina de verdade. E quando você está navegando de boa na internet e de repente as horas voam? É exatamente sobre isto e muito mais que Energia Cósmica aborda...

(c) ilustração

(c) ilustração

(c) ilustração

#3 Desalineada

Desalineada é sobre aspectos feministas, femininos, cotidianos e sentimentais. O que mais chama atenção em seus quadrinhos é a forma que o humor é apontado e a expressão das personagens.

(c) ilustração

(c) ilustração

(c) ilustração

#2 Negahamburguer

Como não amar a Negahamburguer!? Ela que já foi considerada pela Olga como uma mulher inspiradora tem na verdade sua inspiração em mulheres reais, essas que não são moldadas pela ditadura da beleza. Já até divulguei um pouco de seu trabalho aqui nesse post, lembra? Ela tem um blog onde compartilha com o mundo a ideia do quão é importante nos aceitar como somos, o www.meninamaldesenhada.com.

(c) ilustração

(c) ilustração

(c) ilustração

#1 ARTivismo

(c) ilustração
Procurando uma outra página, descobri essa quadrinista maravilhosa aleatoriamente no facebook. Já antecipo que foi amor à primeira vista: me encontrei em cada rabisco da personagem de cabelos coloridos, ela vive situações cotidianas que são impostas a nós mulheres, mas mais do que isso ela reage de forma sarcástica (e quisera nós mulheres ter 1/3 da coragem dessa personagem de colocar o opressor em seu devido lugar). Essa quadrinista tem se tornado cada vez mais a minha heroína, porque ela sim me representa! E por ter uma maneira peculiar e ousada de ilustrar nosso cotidiano, ARTivismo cutuca diretamente a ferida dos machistas, por isso há sempre quem discorde de sua maneira de abordar o cotidiano, mas cá está sua resposta a nível:

Eu chamo de burro sim, racho sim. Cansei de ser didática com homem misógino que só sabe chorar. Tenho todo o amor do mundo pras minas. Eles vão resumir nosso movimento a isso todas as vezes que algo não os agradar. Eles não tão afim de descer do pedestal privilegiado. Pra mim tanto faz a opinião deles, o meu feminismo não pede licença pra homem, ele simplesmente passa. Respeito se teu feminismo não é assim, afinal, não existe um feminismo correto, o "verdadeiro feminismo". Se luta pelo empoderamento da mulher, é feminismo. As formas que vamos lutar contra o patriarcado divergem, mas o importante é permanecermos unidas e não ficar apontando o dedo na cara da coleguinha e dizer que o meio dela tá errado porque os homens ficam de cara.” -ARTivismo

(c) ilustração

A melhor de todas pra fechar com chave de ouro ♥

(c) ilustração

É... ao contrário do que o Maurício de Souza anda dizendo por aí, há sim mulheres cartunistas/quadrinistas/desenhistas sim no Brasil e elas estão mais que ativas no mercado!

Essas são as minhas quadrinistas preferidas entre muitas. E você, as conhecia ou tem outra quadrinista preferida? Compartilhe com a gente!

4 comentários

  1. Adorei o trabalho de todas, essa última tirinha tá demais. Não conhecia nenhuma delas ainda, tem muita quadrinista talentosa por aí sim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Natália, muitíssimo obrigada pelo feedback! Fico muito contente em saber que tenha gostado e apoiado a ideia de que temos quadrinistas talentosas sim!
      Abraços!

      Excluir
  2. Brilhante! É só o que posso dizer do seu post, sempre gostei bastante de histórias em quadrinhos mas a internet me possibilitou conhecer esse tipo de arte de uma maneira mais crítica, confesso que de todas essas artistas que você mostrou só conhecia a negahamburguer através da minha irmã que achou um post sobre ela. Acho muito lindo como essas mulheres conseguem fazer com que a arte delas seja também uma forma de libertação para todas aquelas que entram em contato com as suas obras! Gostei muito de conhecer um pouquinho sobre elas. E continuo amando esse espaço. Beijos Adeísa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mell, sua linda e sumida <3
      Muito obrigada por estar sempre por aqui alimentando o empoderamento feminino!
      Então, eu conheci a Nega através da Olga mesmo e fora Hingrett, as outras foram pelo facebook. Aliás, essa rede social tem sido de grande valia para diversas quadrinistas!
      Beijão Mell e não some não!

      Excluir