Depuração


Chegou o período de fim de ano. E com ele, aquele desejo de que o próximo ano seja bem melhor, com mais realizações e felicidades. Termos negativos foram empregados comumente para descrever as últimas quatro estações que, de fato, não foram das melhores quando pensamos em política, geopolítica, economia e meio ambiente. Por isso nutrimos também aquele sonho de que no ano novo esteja inclusa uma vida nova junto, não é mesmo?

Infelizmente, isso não é algo que acontece num passe de mágica aleatório. Para ganhar um Ano Novo que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo”, já dizia o Poeta Maior em seus versos. E para que possamos merecê-lo, temos que fazer por onde. Temos que ser mais positivos e otimistas.

Apesar dos pesares, este ano não foi de todo ruim, pois nos proporcionou muito aprendizado e sabedoria. Pensando assim, estamos praticando a gratidão e, consequentemente, atraindo as energias boas para perto. Quando somos pessimistas em relação a algo, não conseguimos visualizar uma solução eficaz para o problema e sim no quanto aquele problema pode nos afetar. Ficamos fechados para novas possibilidades e mudanças de paradigmas, como se estivéssemos num transe de conformismo.

No entanto, quando estamos sintonizados a energias boas, ficamos mais leves (mental e espiritualmente), com o humor refinado, o coração limpo para perdoar e amar, mais pacientes e aptos a praticar o bem para os outros e para nós mesmos. O bem simplesmente nos deseja de volta!

Por isso te convido a deixar toda essa carga pesada e negativa neste ano que se finda. Ano Novo combina com renovação. Vamos fazer uma Faxina na Alma e levar para os próximos dias somente aquilo que nos fez e fará bem. Não, não vamos esquecer-nos dos problemas e conflitos pendentes, porém focar naquilo que nos impede de resolvê-los; rever nossos pontos de vista e encarar a realidade com outra perspectiva.

Convido-te a fazer uma introspecção, olhar mais para dentro de si, avaliar sua conduta e desfazer-se daquilo que te impede de crescer: aquele mal entendido, aquela palavra dita fora de hora, aquela ofensa... Deixemos para trás toda essa mania de reclamar de tudo e de todos, de contar fofocas, de desmerecer o outro para se elevar, de ser extremamente ambicioso e egoísta... vamos deixar para trás tudo isso e levar conosco somente o melhor. 

É momento de depuração! De olhar para o Ano Velho e rever as perdas e ganhos, saber onde e por que acertou ou errou, ter coragem para admitir os fracassos e reconhecer o que foi falha em detrimento nosso. Lembrando que há situações que infelizmente fogem do nosso controle,  por isso o importante é estar sempre pronto para mudar ou adaptar os planos.

E vamos fazer metas para o Ano Novo, sim! Algumas novas, outras vestidas de novas. Quem não sabe aonde quer chegar, a lugar algum chega. Para ter uma vida nova é necessário definir metas para nos guiar. Essas metas devem ser realistas, se adaptarem aos nossos sonhos e limitações, terem um prazo justo e, sobretudo, servir de estímulos nos dias mais difíceis. Sim, esses dias também virão no Ano Novo e temos que estar preparados para eles.

O Ano Novo só vai ser novo se houver mudança. E essa mudança tem que partir de nós, de cada um, de você e de mim. Pronto para ser a mudança que quer ver no mundo?

Feliz Ano Novo! Feliz vida nova!

Nenhum comentário

Postar um comentário