Blog em reforma. Novidades em breve!

45% completo

// //

Quando o sol se for

Comente!
Blog Perspectiva Nova - Eclipse

Lua de Sangue. Lua de Apogeu. Super lua. Eclipse lunar. A Mãe Natureza não poupou esforços nos abençoando com aquele espetáculo de tirar o fôlego! Moreno, queria que soubesse que aquela noite ficou tatuada sob minha pele e que um sorriso sempre paira em meus lábios quando me recordo...

Você estava agitado, a princípio um pouco nervoso, os olhos mais arregalados do que de costume e exalava adrenalina. Eu ficava somente na minha tentando disfarçar a felicidade intensa de te ver, tocar e sentir. É tão bom quando você está por perto! Uma energia forte vem de ti e se propaga por todo o ambiente. Naturalmente. E tudo vira luz. É contagiante e, na mesma proporção, viciante.

Como se cada toque seu iluminasse os cantos mais obscuros que tranquei a sete chaves dentro de mim. Como se curasse meus sentimentos mais perversos. Despertando o que tenho de melhor. Por isso é tão doloroso quando você parte e some por semanas (abstinência).

Voltemos ao espetáculo que estava prestes a começar. E quem diria que a cidade grande poderia ter um céu tão lindo! Ao menos aquela noite. Excepcionalmente, mais estrelada. Um fundo escuro abrigava pontos reluzentes, nuvens bailarinas e a Majestade, Lua.

Subimos as escadas e as vozes foram se aproximando. Um violão acompanhava risos e palmas. Caminhamos até eles que estavam sentados ao chão cantando uma música que nunca ouvira antes. Tudo parecia muito aconchegante! Entramos na roda e você, sem dúvidas, estava à vontade. Enquanto sua voz unia-se ao coro, vez ou outra me fitava ao fazer carinho no meu joelho.

E tinha ela. Ela que esbanjava um sorriso intenso nos observava disfarçadamente cada detalhe e, percebendo isso, enrijeci meu corpo por timidez. Então você cantava mais alto, mais forte, mais bonito principalmente alguns trechos, aqueles com algumas mensagens românticas. “Que lindo, ele tá cantando pra você. Tá apaixonado!” Ela disse e eu congelei. Será? Tomara!

Sol. Terra. Lua. Entravam em alinhamento perfeito. E nós dois também. "Finalmente começou!" Deitados enquanto apreciávamos a cena, você entrelaçava meus dedos. Alguns se retiraram logo em seguida, mas nós quatro continuamos ali dividindo um único travesseiro. Conversávamos sobre assuntos paralelos e ficávamos em silêncio automático quando um cometa atravessava o céu.

Minutos se passavam lentamente. Olhos ao alto. "Outro cometa!" E o sono chegava mansamente. Cochilei de leve e quando abri os olhos só restava nós dois. Aí sim o sonho aconteceu, embora estivéssemos acordados.

O relógio se apressou. O sol já se despedia da lua. E você de mim.

: