Blog em reforma. Novidades em breve!

45% completo

// //

O dia que ela ligou o “foda-se”

Comente!

Foi incrível!
Ela se valorizou da forma que merecia e então deixou de ser gota para ser oceano.

Deixou transbordar tudo aquilo que não lhe cabia mais e sentiu a paz reinar em sua cabeça: se desfez das preocupações e não se importou com a insegurança e os medos que acendiam suas paranoias. Foi uma doce sensação poder centrar a mente no que realmente era necessário, de sentir os ombros mais leves sem o peso da ilusão e de poder respirar mais tranquila.

Ela só queria um amor, alguém com quem pudesse partilhar os sonhos e a vida. Mas só conseguiu o desgaste por nutrir tanta esperança dentro de si mesmo de que algum dia seria sua vez de estar nos planos dele.

Nesse dia ela estava se sentindo ótima! Embora estivesse atolada de problemas sorria como se fosse a pessoa mais feliz do mundo. E mesmo que ele lhe dissesse que agora sim a queria, para ela seria um tanto faz. Nem se daria ao trabalho de responder, mas talvez silabaria algo como: “pega aqui o meu foda-se!”. Porque não se tratava mais do que ela desejava, mas sim do que merecia. 

E ela merecia para além de noites quentes de paixão ou meros elogios falsos. Ela merecia encontrar alguém que se orgulhasse de tê-la ao seu lado, que gostasse até de seus defeitos e por isso fizesse questão de apresentá-la à sua família e amigos.

Todos nós merecemos.

Alguém que não arranje tantas desculpas, mas sim tempo para curtir melhor a simples presença do outro. Alguém que não tenha medo de se envolver e ser envolvido.

Sim, ela sofreu muito. Culpa dele? Dela? Ela não se importava mais com culpas ou desculpas. No momento, importava-se apenas consigo mesmo e seu bem estar. Sua felicidade tem nome: amor próprio.

: